[Aviso] Missa em Tupaciguara

No dia 18/03 será celebrada a Missa de Nossa Senhora das Dores em Tupaciguara, na Matriz da cidade, como no ano passado.

A Irmandade irá disponibilizar uma van com 15 lugares para os fiéis que desejarem ir. As reservas vão até o dia 7 e podem ser feitas após a Missa com Rafael e Maria Cecília, e também pelo telefone:

Rafael: (34) 99165-4467 (Tim)

Maria Cecília: (34) 99142-4796 (Tim)

A saída será da porta da Catedral (Praça Tubal Vilela) às 16:30 horas e retorno às 22 horas. 

No retorno o motorista irá deixar cada um em suas respectivas residências.

Valor: R$ 35,00 

Anúncios

Liturgia Diária- 29/02/2016

SEGUNDA-FEIRA DA TERCEIRA SEMANA DA QUARESMA

A estação de hoje reunia-se na antiga Igreja paroquial de São Marcos, edificada no século VI pelo Papa São Marcos Em honra de seu patrono.
A Epístola e o Evangelho fala-nos do do general assírio Naaman que foi curado da lepra depois de se banhar nas águas do Jordão; o próprio Jesus entrou também nas águas desse rio para receber o santo batismo de João e assim anunciar o seu, que Ele havia de instituir mais perfeito. Naaman é pois neste passo da Escritura, representante dos Gentios que a Igreja curou da lepra do pecado com as águas do batismo. Nestes dias, já próximos da Páscoa, a Igreja já fala com insistência do Batismo e o fá-lo particularmente em respeito dos catecúmenos que terão nesta semana o grande escrutínio. Renovemo-nos pela purificação do nosso interior no banho salutar da penitência, que nos lavará da lepra do pecado.

Oração (Coleta da Missa): Nós Vos rogamos, Senhor, derramai benigno em nossos corações a vossa graça, para que guardemos nossos sentidos de todo excesso perigoso, como nos abstemos dos alimentos corporais. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Oração (Super Populum): Venha, Senhor, sobre nós a vossa misericórdia, afim de que, por vossa proteção, mereçamos ser livres dos perigos que nos ameaçam por nossos pecados e sermos salvos por vossa mão libertadora. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (II Reis 5, 1-15)

Leitura do Segundo Livro dos Reis.

Naqueles dias: Naamã, general do exército do rei da Síria, gozava de grande prestígio diante de seu amo, e era muito considerado, porque, por meio dele, o Senhor salvou a Síria; era um homem valente, mas leproso. Ora, tendo os sírios feito uma incursão no território de Israel, levaram consigo uma jovem, a qual ficou a serviço da mulher de Naamã. Ela disse à sua senhora: Ah, se meu amo fosse ter com o profeta que reside em Samaria, ele o curaria da lepra! Ouvindo isso, Naamã foi e contou ao seu soberano o que dissera a jovem israelita. O rei da Síria respondeu-lhe: Vai, que eu enviarei uma carta ao rei de Israel. Naamã partiu com dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez vestes de festa. Levou ao rei de Israel uma carta concebida nestes termos: Ao receberes esta carta, saberás que te mando Naamã, meu servo, para que o cures da lepra. Tendo lido a missiva, o rei de Israel rasgou as vestes e exclamou: Sou eu porventura um deus, que possa dar a morte ou a vida, para que esse me mande dizer que cure um homem da lepra? Vede bem que ele anda buscando pretextos contra mim. Quando Eliseu, o homem de Deus, soube que o rei tinha rasgado as vestes, mandou-lhe dizer: Por que rasgaste as tuas vestes? Que ele venha a mim, e saberá que há um profeta em Israel. Naamã veio com seu carro e seus cavalos e parou à porta de Eliseu. Este mandou-lhe dizer por um mensageiro: Vai, lava-te sete vezes no Jordão e tua carne ficará limpa. Naamã se foi, despeitado, dizendo: Eu pensava que ele viria em pessoa, e, diante de mim, invocaria o Senhor, seu Deus, poria a mão no lugar infetado e me curaria da lepra. Porventura os rios de Damasco, o Abana e o Farfar, não são melhores que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles e ficar limpo? E, voltando-se, retirou-se encolerizado. Mas seus servos, aproximando-se dele, disseram-lhe: Meu pai, mesmo que o profeta te tivesse ordenado algo difícil, não o deverias fazer? Quanto mais agora que ele te disse: Lava-te e serás curado. Naamã desceu ao Jordão e banhou-se ali sete vezes, como lhe ordenara o homem de Deus, e sua carne tornou-se tenra como a de uma criança. Voltando então para o homem de Deus, com toda a sua comitiva, entrou, apresentou-se diante dele e disse: Reconheço que não há outro Deus em toda a terra, senão o de Israel. Aceita este presente do teu servo.

Evangelho (Lc 4, 23-30)

Sequência do Santo Evangelho segundo São Lucas : Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Sem dúvida me citareis este provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo; todas as maravilhas que fizeste em Cafarnaum, segundo ouvimos dizer, faze-o também aqui na tua pátria. E acrescentou: Em verdade vos digo: nenhum profeta é bem aceito na sua pátria. Em verdade vos digo: muitas viúvas havia em Israel, no tempo de Elias, quando se fechou o céu por três anos e meio e houve grande fome por toda a terra; mas a nenhuma delas foi mandado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. Igualmente havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu; mas nenhum deles foi limpo, senão o sírio Naamã.  A estas palavras, encheram-se todos de cólera na sinagoga. Levantaram-se e lançaram-no fora da cidade; e conduziram-no até o alto do monte sobre o qual estava construída a sua cidade, e queriam precipitá-lo dali abaixo. Ele, porém, passou por entre eles e retirou-se.

In English

Lesson (II Kings 5: 1-15)

Lesson from the Book of Kings.

In those days Naaman, general of the army, of the king of Syria, was a great man with his master, and honourable: for by him the Lord gave deliverance to Syria: and he was a valiant man, and rich, but a leper. Now there had gone out robbers from Syria, and had led away captive out of the land of Israel, a little maid, and she waited upon Naaman’s wife. And she said to her mistress: I wish my master had been with the prophet that is in Samaria: he would certainly have healed him of the leprosy which he hath. Then Naaman went in to his lord, and told him, saying: Thus and thus said the girl from the land of Israel. And the king of Syria said to him: Go; and I will send a letter to the king of Israel. And he departed, and took with him ten talents of silver, and six thousand pieces of gold, and ten changes of raiment; And brought the letter to the king of Israel, in these words: When thou shalt receive this letter, know that I have sent to thee Naaman, my servant, that thou mayst heal him of his leprosy. And when the king of Israel had read the letter, he rent his garments, and said: Am I God, to be able to kill and give life, that this man hath sent to me to heal a man of his leprosy? mark, and see how he seeketh occasions against me. And when Eliseus, the man of God, had heard this, to wit, that the king of Israel had rent his garments, he sent to him, saying: Why hast thou rent thy garments? let him come to me, and let him know that there is a prophet in Israel. So Naaman came with his horses and chariots, and stood at the door of the house of Eliseus: And Eliseus sent a messenger to him, saying: Go, and wash seven times in the Jordan, and thy flesh shall recover health, and thou shalt be clean. Naaman was angry, and went away, saying: I thought he would have come out to me, and standing, would have invoked the name of the Lord his God, and touched with his hand the place of the leprosy, and healed me. Are not the Abana, and the Pharphar, rivers of Damascus, better than all the waters of Israel, that I may wash in them, and be made clean? So as he turned, and was going away with indignation, His servants came to him, and said to him: Father, if the prophet had bid thee do some great thing, surely thou shouldst have done it: how much rather what he now hath said to thee: Wash, and thou shalt be clean? Then he went down, and washed in the Jordan seven times, according to the word of the man of God; and his flesh was restored, like the flesh of a little child: and he was made clean. And returning to the man of God, with all his train, he came, and stood before him, and said: In truth, I know there is no other God, in all the earth, but only in Israel: I beseech thee, therefore, take a blessing of thy servant.

Gospel (Luke 4: 23-30)

The continuation of the holy Gospel according to Luke. 

At that time Jesus said to the pharisees: “Doubtless you will say to Me this similitude: Physician, heal thyself. As great things as we have heard done in Capharnaum, do also here in thy own country.” And he said: “Amen I say to you that no prophet is accepted in his own country. In truth I say to You, there were many widows in the days of Elias in Israel, when heaven was shut up three years and six months, when there was a great famine throughout all the earth. And to none of them was Elias sent, but to Sarepta of Sidon, to a widow woman. And there were many lepers in Israel in the time of Eliseus the prophet: and none of them was cleansed but Naaman the Syrian.” And all they in the synagogue, hearing these things, were filled with anger. And they rose up and thrust him out of the city: and they brought him to the brow of the hill whereon their city was built, that they might cast Him down headlong. But He passing through the midst of them, went His way.

Liturgia Diária- 27/02/2016

SÁBADO DA 2ª SEMANA DA QUARESMA

A estação se reunia na basílica que fora construída as ordens de Santa Helena, à via Lavicana, onde se encontra o corpo de São Marcelino e São Pedro que sofreram o martírio no tempo de Diocleciano. Os nomes dos mártires estão escritos no cânon da missa e a Igreja que lhe fora consagrada era uma das vinte e cinco paróquias de Roma. Como ontem, diz a Epístola, e o Evangelho de hoje aos catecúmenos e aos penitentes públicos que Deus os chamou para ocupar no seu reino o lugar vazio pela rejeição do povo eleito. Isaac tinha dois filhos: , Esaú, que vende o direito da primogenitura, para satisfazer os instintos da carne e estes foram os judeus,; Jacob, que freia a paixão e recebe as bençãos de Deus e estes foram os gentios. Um é o elemento judaico da primitiva Igreja, que se escandaliza com a convocação dos gentios e recusa conviver com eles; o pródigo e esbanjador é o elemento pagão. Depois de ter desperdiçado os dons de Deus que o enriquecera, chora a sua desgraça e expia o seu crime. Corre a Jesus, que lhe abre os braços, aperta-lhe o coração lhe dar de comer o seu corpo e sangue no banquete eucarístico.

Peçamos a Deus que abençoe o nosso jejum Quaresmal para assim mortificarmos a carne para ser útil ao espírito.

Oração (Coleta da Missa): Senhor, nós Vos rogamos, dai a nossos jejuns efeitos salutares para que a mortificação que fazemos na carne, seja proveitosa à saude de nossas almas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Oração (Super Populum): Humiliáte cápita vestra Deo. Nós Vos rogamos, Senhor, guardai a vossa familia com a vossa contínua misericórdia, a fim de que, confiando unicamente no auxilio da raça celeste, seja também munida da proteção do céu. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

LEITURAS/LESSONS

Leitura (Gn 27, 6-40)

Leitura do Livro de Gêneses.

Naqueles dias: Rebeca disse a Jacó, seu filho: “Acabo de ouvir teu pai dizer ao teu irmão Esaú para que lhe traga uma caça e lhe prepare um bom prato, a fim de comer e o abençoar diante do Senhor antes de morrer. Ouve-me, pois, meu filho, e faze o que te vou dizer. Vai ao rebanho e traze-me dois belos cabritos. Prepararei com eles um prato suculento para o teu pai, como ele gosta, tu lho levarás e ele comerá, a fim de que te abençoe antes de morrer.”
“Mas, respondeu Jacó à sua mãe, Esaú, meu irmão, é peludo, enquanto eu sou de pele lisa. Se meu pai me tocar, passarei aos seus olhos por um embusteiro e atrairei sobre mim uma maldição em lugar de bênção.” “Tomo sobre mim esta maldição, meu filho, disse sua mãe. Ouve-me somente, e vai buscar o que te digo.” Jacó foi e trouxe os dois cabritos, com os quais sua mãe preparou um prato suculento, como seu pai gostava.  Escolheu as mais belas vestes de Esaú, seu filho primogênito, que tinha em casa, e revestiu com elas Jacó, seu filho mais novo. Cobriu depois suas mãos, assim como a parte lisa do pescoço, com a pele dos cabritos, e pôs-lhe nas mãos o prato suculento e o pão que tinha preparado. Jacó foi para junto do seu pai e disse-lhe: “Meu pai!” ”Eis-me aqui! Quem és, meu filho?” Jacó respondeu: “Eu sou Esaú, teu primogênito; fiz o que me pediste. Levanta-te, assenta-te e come de minha caça, a fim de que tua alma me abençoe.” “Como encontraste caça tão depressa, meu filho?” “É que o Senhor, teu Deus, fez que ela se apresentasse diante de mim.” “Aproxima-te, então, meu filho, para que eu te apalpe e veja se, de fato, és o meu filho Esaú.” Jacó aproximou-se de Isaac, seu pai, que o apalpou e disse: “A voz é a voz de Jacó, mas as mãos são as mãos de Esaú.” E não o reconheceu, porque suas mãos estavam peludas como as do seu irmão Esaú. E abençoou-o. “Tu és bem o meu filho Esaú?” Disse-lhe ele: “Sim.” “(Então) serve-me, para que eu coma de tua caça, meu filho, e minha alma te abençoe.” Jacó serviu-lhe e ele comeu; e trouxe-lhe também vinho, do qual ele bebeu. Então Isaac, seu pai, disse-lhe: “Aproxima-te, meu filho, e beija-me.” E, aproximando-se Jacó para lhe dar um beijo, Isaac sentiu o perfume de suas vestes, e o abençoou nestes termos. “Sim. o odor de meu filho é como o odor de um campo que o Senhor abençoou. Deus te dê o orvalho do céu e a gordura da terra, uma abundância de trigo e de vinho! Sirvam-te os povos e prostrem-se as nações diante de ti! Sê o senhor dos teus irmãos, e curvem-se diante de ti os filhos de tua mãe! Maldito seja quem te amaldiçoar e bendito quem te abençoar!”  Apenas Isaac acabara de abençoar Jacó, e este saíra de junto do seu pai, chegou Esaú da caça. Preparou também ele um prato suculento e trouxe-o ao seu pai, dizendo: “Levanta-te, meu pai, e come da caça do teu filho, a fim de que tua alma me abençoe.” “Quem és tu?”, perguntou-lhe seu pai Isaac. “Eu sou o teu filho primogênito Esaú.” Então Isaac, tomado de emoção violenta, exclamou: “Quem é, pois, aquele que foi à caça e me trouxe o prato que eu comi antes que tu voltasses? Eu o abençoei, e ele será bendito.” Ouvindo estas palavras de seu pai, Esaú soltou um grito cheio de amargura, e disse-lhe: “Abençoa-me também a mim, meu pai!” “Teu irmão, respondeu-lhe Isaac, veio, fraudulentamente, tomar a tua bênção.” Esaú disse então: “Será porque ele se chama Jacó que me suplantou já duas vezes? Tirou-me meu direito de primogenitura, e eis que agora me rouba minha bênção!” E ajuntou: “Não reservaste, porventura, uma bênção também para mim?” Isaac respondeu-lhe: “Eu o constituí teu senhor, e dei-lhe todos os seus irmãos por servos e o estabeleci na posse do trigo do vinho. Que posso ainda fazer por ti, meu filho?” Esaú disse ao seu pai: “Então só tens uma bênção, meu pai? Abençoa-me também a mim, meu pai!” E pôs-se a chorar. Isaac tomou a palavra: “Eis, disse ele, que a tua habitação será desprovida da gordura da terra e do orvalho que desce dos céus. Viverás de tua espada, servindo o teu irmão, mas, se te libertares, quebrarás o seu jugo de cima do teu pescoço.”

Evangelho (Lc 15, 11-32)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Um homem tinha dois filhos. O mais moço disse a seu pai: Meu pai, dá-me a parte da herança que me toca. O pai então repartiu entre eles os haveres. Poucos dias depois, ajuntando tudo o que lhe pertencia, partiu o filho mais moço para um país muito distante, e lá dissipou a sua fortuna, vivendo dissolutamente. Depois de ter esbanjado tudo, sobreveio àquela região uma grande fome e ele começou a passar penúria. Foi pôr-se ao serviço de um dos habitantes daquela região, que o mandou para os seus campos guardar os porcos. Desejava ele fartar-se das vagens que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. Entrou então em si e refletiu: Quantos empregados há na casa de meu pai que têm pão em abundância… e eu, aqui, estou a morrer de fome! Levantar-me-ei e irei a meu pai, e dir-lhe-ei: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados. Levantou-se, pois, e foi ter com seu pai. Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. O filho lhe disse, então: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho. Mas o pai falou aos servos: Trazei-me depressa a melhor veste e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e calçado nos pés. Trazei também um novilho gordo e matai-o; comamos e façamos uma festa. Este meu filho estava morto, e reviveu; tinha se perdido, e foi achado. E começaram a festa. O filho mais velho estava no campo. Ao voltar e aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um servo e perguntou-lhe o que havia. Ele lhe explicou: Voltou teu irmão. E teu pai mandou matar um novilho gordo, porque o reencontrou são e salvo. Encolerizou-se ele e não queria entrar, mas seu pai saiu e insistiu com ele. Ele, então, respondeu ao pai: Há tantos anos que te sirvo, sem jamais transgredir ordem alguma tua, e nunca me deste um cabrito para festejar com os meus amigos. E agora, que voltou este teu filho, que gastou os teus bens com as meretrizes, logo lhe mandaste matar um novilho gordo! Explicou-lhe o pai: Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu. Convinha, porém, fazermos festa, pois este teu irmão estava morto, e reviveu; tinha se perdido, e foi achado.

Lesson (Gen. 27: 6-40)

Lesson from the Book of Genesis.

In those days Rebecca said to her son Jacob : I heard thy father talking with Esau thy brother, and saying to him : Bring me of thy hunting, and make me meats that I may eat, and bless thee in the sight of the Lord before I die. Now, therefore, my son, follow my counsel : and go thy way to the flock, bring me two kids of the best, that I may make of them meat for thy father, such as he gladly eateth : which when thou hast brought in, and he hath eaten, he may bless thee before he die. And he answered her : Thou knowest that Esau my brother is a hairy man, and I am smooth : if my father shall feel me, and perceive it, I fear lest he will think I would have mocked him, and I shall bring upon me a curse instead of a blessing. And his mother said to him : Upon me be this curse, my son : only hear thou my voice, and go, fetch me the things which I have said. He went, and brought, and gave them to his mother. She dressed meats, such as she knew his father liked. And she put on him very good garments of Esau, which she had at home with her : and the little skins of the kids she put about his hands and covered the bare of his neck. And she gave him the savory meat, and delivered him bread that she had baked. Which when he had carried in, he said, My father? But he answered : I hear. Who art thou, my son? And Jacob said: I am Esau, thy first-born : I have done as thou didst command me : arise, sit, and eat of my venison, that thy soul may bless me. And Isaac said to his son: How couldst thou find it so quickly, my son? He answered : It was the will of God that what I sought came quickly in my way. And Isaac said : Come hither, that I may feel thee, my son, and may prove whether thou be my son Esau or not. He came near to his father, and when he had felt him, Isaac said : The voice indeed is the voice of Jacob; but the hands are the hands of Esau. And he knew him not, because his hairy hands made him like to the elder. Then blessing him, he said : Art thou my son Esau? He answered: I am. Then he said : Bring me the meats of thy hunting, my son, that my soul may less thee. And when they were brought, and he had eaten, he offered him wine also. Which after he had drunk, he said to him : Come near me, and give me a kiss, my son. He came near and kissed him. And immediately as he smelled the fragrant smell of his garments, blessing him, he said : Behold the smell of my son is as the smell of a plentiful field, which the Lord hath blessed. God give thee the dew of heaven, and the fatness of the earth, abundance of corn and wine. And let peoples serve thee, and tribes worship thee : be thou lord of thy brethren, and let thy mother’s children bow down before thee. Cursed be he that curseth thee : and let him that blesseth thee be filled with blessings. Isaac had scarce ended his words, when Jacob being now gone out abroad, Esau came, and brought in to his father meats made of what he had taken in hunting, saying : Arise, my father, an eat of thy son’s venison, that thy soul may bless me. And Isaac said to him : Why, who art thou? He answered : I am thy firstborn son Esau. Isaac was struck with fear and astonished exceedingly, and wondering beyond what can be believed, said : Who is he then that even now brought me venison that he had taken, and I ate of all before thou camest? And I have blessed him and he shall be blessed. Esau having heard his father’s words, roared out with a great cry, and being in a great consternation, said : Bless me also, my father. And he said : Thy brother came deceitfully, and got thy blessing. But he said again : Rightly is his name called Jacob; for he hath supplanted me, lo, this second time : my first birthright he took away before, and now this second time he hath stolen away my blessing. And again he said to his father : Hast thou not reserved me also a blessing: Isaac answered : I have appointed him thy lord, and have made all his brethren his servants : I have established him with corn and wine, and after this, what shall I do more for thee, y son? And Esau said to Him : Hast thou only one blessing Father? I beseech thee, bless me also. And when he wept with a loud cry, Isaac being moved said to him: In the fat of the earth, and in the dew of Heaven from above shall thy blessing be.

Gospel (Luke 15: 11-32)

The continuation of the holy Gospel according to Luke. 

At that time Jesus spoke to the Pharisees and scribes this parable : “A certain man had two sons : and the younger of them said to his father : Father, give me the portion of substance that falleth to me. And he divided unto them his substance. And not many days after, the younger son, gathering all together, went abroad into a far country, and there wasted his substance, living riotously. And after he had spent all, there came a mighty famine in that country, and he began to be in want. And he went and cleaved to one of the citizens of that country. And he sent him into his farm to feed swine. And he would fain have filled his belly with the husks the swine did eat : and no man gave unto him. And returning to himself, he said : How many hired servants in my father’s house abound with bread, and I here perish with hunger? I will arise, and will go to my father, and say to him : Father, I have sinned against heaven, and before thee : I am not worthy to be called thy son : make me as one of thy hired servants. And rising up, he came to his father. And when he was yet a great way off, his father saw him, and was moved with compassion, and running to him fell upon his neck and kissed him. And the son said to him : Father, I have sinned against heaven, and before thee, I am not now worthy to be called thy son. And the father said to his servants : Bring forth quickly the first robe, and put it on him, and put a ring on his hand, and shoes on his feet : and bring hither the fatted calf, and kill it, and let us eat and make merry, because this my son was dead, and is come to life again : was lost, and is found. And they began to be merry. Now his elder son was in the field : and when he came, and drew nigh to the house, he heard music and dancing : and he called one of the servants, and asked what these things meant. And he said to him : Thy brother is come, and thy father hath killed the fatted calf, because he hath received him safe. And hew as angry, and would not go in. His father therefore coming out began to entreat him, and he answering, said to his father : Behold, for so many years do I serve thee, and I have never transgressed thy commandment, and yet thou hast never given me a kid to make merry with my friends : but as soon as this thy son is come, who hath devoured his substance with harlots, thou hast killed for him the fatted calf. But he said to him :Son, thou art always with me, and all I have is thine : but it was fit that we should make merry and be glad, for this thy brother was dead, and is come to life again : he was lost, and is found.”