Liturgia Diária- 24/03/2016

MISSA COMEMORATIVA DA CEIA DO SENHOR, LAVA-PÉS OU MANDATO

0lastsup[2]Precisamente em que os inimigos lhe maquinavam a morte, o Salvador insistiu num meio de perpetuar o seu sacrifício redentor e de imortalizar a sua presença. Em recordação da última Ceia celebra hoje a Igreja o santo sacrifício no meio de radiante alegria: ministro com paramentos de festa, canto do Glória ao som de órgão e sinos.

Em princípio, uma só missa em cada igreja. No dia do aniversário da instituição da Eucaristia, isto tem por fim recordar que há um só sacerdócio, a quem Jesus confiou o múnus de renovar perpetuamente o seu sacrifício. Nas orações do Cânon da missa, no Comunicantes e no momento mesmo da consagração, a Igreja evoca com emoção a memória de Jesus ao instituir e celebrar o sacrifício de ação de graças na véspera da Paixão.

A Epístola da missa de hoje diz que é condição indispensável para comungar a caridade. E o Evangelho diz que a caridade é fruto da Eucaristia. Por isso o Senhor, depois de a instituir nos discípulos o grande dever da caridade, abaixando diante deles para lavar os pés. Seguindo este mesmo exemplo o celebrante lava os pés de doze homens, que são conduzidos processionalmente pelo diácono e subdiácono até a capela-mor.

A página do Evangelho que é lida hoje é uma das mais comoventes. O discípulo amado conta-nos como Jesus, após ter dado aos discípulo o “mandamento novo” de se amarem uns aos outros assim como ele os havia amado, se prostra de joelhos diante de cada um e lava-lhes os pés.

A Igreja, ao repetir esse gesto, inculca-nos o ensinamento do Senhor. Eis até onde deve chegar o amor do próximo: o servo não está acima do Senhor; o que o mestre fez é para ele o fazer também.

Enquadrada assim na Paixão, essa lição é concludente. O dever de bondade e perdão, o serviço dos outros, são coisas para que o cristão não conhece limites. Amado por Deus, ele tem, por sua vez, de amar os seus irmãos; perdoado, tem de perdoar. Exigência absoluta de adotar essa lei, sob pena de não ter parte com Cristo, sob pena de vir a ser, finalmente, excluído do seu reino. Talvez não haja no Evangelho ensinamento mais essencial.

Terminada a missa, o celebrante recebe do diácono a Sagrada Reserva, e dirige-se processionalmente para o altar da reposição. Durante a procissão, canta-se o Pange lingua até o Tantum Ergo. Esta cerimônia é concluída com a desnudação do altar. O Celebrante após a procissão do Santíssimo, acompanhado dos ministros, desnudam os altares e recita alternadamente com eles a antífona Dividunt e o salmo 21.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (I Cor 11, 20-32)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Caríssimos irmãos: Quando vos reunis, já não é para comer a ceia do Senhor, porquanto, mal vos pondes à mesa, cada um se apressa a tomar sua própria refeição; e enquanto uns têm fome, outros se fartam. Porventura não tendes casa onde comer e beber? Ou menosprezais a Igreja de Deus, e quereis envergonhar aqueles que nada têm? Que vos direi? Devo louvar-vos? Não! Nisto não vos louvo… Eu recebi do Senhor o que vos transmiti: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão e, depois de ter dado graças, partiu-o e disse: Isto é o meu corpo, que é entregue por vós; fazei isto em
memória de mim. Do mesmo modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de mim. Assim, todas as vezes que comeis desse pão e bebeis desse cálice lembrais a morte do Senhor, até que venha. Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpável do corpo e do sangue do Senhor. Que cada um se examine a si mesmo, e assim coma desse pão e beba desse cálice. Aquele que o come e o bebe sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação. Esta é a razão por que entre vós há muitos adoentados e fracos, e muitos mortos. Se nos examinássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, sendo julgados pelo Senhor, ele nos castiga para não sermos condenados com o mundo.

Evangelho (Jo 13, 1-15)

Sequência do Santo Evangelho segundo João.

Naquele tempo: Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo ao Pai, como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou. Durante a ceia, – quando o demônio já tinha lançado no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de traí-lo -, sabendo Jesus que o Pai tudo lhe dera nas mãos, e que saíra de Deus e para Deus voltava, levantou-se da mesa, depôs as suas vestes e, pegando duma toalha, cingiu-se com ela. Em seguida, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava cingido. Chegou a Simão Pedro. Mas Pedro lhe disse: Senhor, queres lavar-me os pés!… Respondeu-lhe Jesus: O que faço não compreendes agora, mas compreendê-lo-ás em breve. Disse-lhe Pedro: Jamais me lavarás os pés!… Respondeu-lhe Jesus: Se eu não tos lavar, não terás parte comigo. Exclamou então Simão Pedro: Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça. Disse-lhe Jesus: Aquele que tomou banho não tem necessidade de lavar-se; está inteiramente puro. Ora, vós estais puros, mas nem todos!… Pois sabia quem o havia de trair; por isso, disse: Nem todos estais puros. Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: Sabeis o que vos fiz? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós.

In English

Epistle (I Cor. 11: 20-32)

Lesson from the First Epistle of blessed Paul the Apostle to the Corinthians.

When you come therefore together into one place, it is not now to eat the Lord’s supper. For every one taketh before his own supper to eat. And one indeed is hungry and another is drunk. What, have you no houses to eat and to drink in? Or despise ye the church of God and put them to shame that have not? What shall I say to you? Do I praise you? In this I praise you not. For I have received of the Lord that which also I delivered unto you, that the Lord Jesus, the same night in which he was betrayed, took bread, And giving thanks, broke and said: Take ye and eat: This is my body, which shall be delivered for you. This do for the commemoration of me. In like manner also the chalice, after he had supped, saying: This chalice is the new testament in my blood. This do ye, as often as you shall drink, for the commemoration of me. For as often as you shall eat this bread and drink the chalice, you shall shew the death of the Lord, until he come. Therefore, whosoever shall eat this bread, or drink the chalice of the Lord unworthily, shall be guilty of the body and of the blood of the Lord. But let a man prove himself: and so let him eat of that bread and drink of the chalice. For he that eateth and drinketh unworthily eateth and drinketh judgment to himself, not discerning the body of the Lord. Therefore are there many infirm and weak among you: and many sleep. But if we would judge ourselves, we should not be judged. But whilst we are judged, we are chastised by the Lord, that we be not condemned with this world.

Gospel (John 13: 1-15)

The continuation of the holy Gospel according to John.

Before the festival day of the pasch, Jesus knowing that His hour was come, that He should pass out of this world to the Father: having loved His own who were in the world, He loved them unto the end. And when supper was done (the devil having now put into the heart of Judas Iscariot, the son of Simon, to betray Him), Knowing that the Father had given Him all things into His hands and that He came from God and goeth to God, He riseth from supper and layeth aside His garments and, having taken a towel, girded Himself. After that, He putteth water into a basin and began to wash the feet of the disciples and to wipe them with the towel wherewith He was girded. He cometh therefore to Simon Peter. And Peter saith to Him: Lord, dost Thou wash my feet? Jesus answered and said to him: “What I do, thou knowest not now; but thou shalt know hereafter.” Peter saith to Him: Thou shalt never wash my feet, Jesus answered him: “If I wash thee not, thou shalt have no part with Me.” Simon Peter saith to Him: Lord, not only my feet, but also my hands and my head. Jesus saith to him: “He that is washed needeth not but to wash his feet, but is clean wholly. And you are clean, but not all.” For He knew who he was that would betray Him; therefore He said: “You are not all clean.” Then after He had washed their feet and taken His garments, being set down again, He said to them: “Know you what I have done to you? You call Me Master and Lord. And you say well: for so I am. If then I being your Lord and Master, have washed your feet; you also ought to wash one another’s feet. For I have given you an example, that as I have done to you, so you do also.”

Anúncios

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s