Liturgia Diária- 31/05/2016

NOSSA SENHORA RAINHA

Festa de 2ª Classe – Missa Própria

the-coronation-of-the-virgin-1626

Por uma espécie de instinto sobrenatural, o povo cristão em todos os tempos reconheceu a realeza da Mãe daquele que é o “Rei dos reis e Senhor dos Senhores”. Deste comum sentir fizeram-se intérpretes autorizados, no decorrer dos séculos, os Santos padres, os Doutores da Igreja, os Sumos Pontífices. Desta crença encontramos claro testemunho nos esplendores da arte sagrada e na liturgia. Os teólogos, por seu turno, não se têm cansado de mostrar a conveniência do título de realeza da Mãe de Deus, tão intimamente associada com a obra redentora de seu Divino Filho, ela a Medianeira de todas as graças.

No sentido de corresponder os votos unânimes de fiéis e pastores, São Pio XII, pela Carta Encíclica Ad Caeli Reginam, de 11 de Outubro de 1954, que seus corações todo mundo cristão vinha já prestando à Soberana Rainha do Céus e da Terra.

A Epístola apresenta-nos o reinado da Sabedoria, cujas prerrogativas a Liturgia aplica a Santíssima Virgem. O Evangelho anuncia o reinado de Cristo, fonte do reinado de sua Mãe.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (Eclo 24, 5,7,9-11, 30-31)

Leitura do Livro da Sabedoria.

Saí da boca do Altíssimo; nasci antes de toda criatura. Habitei nos lugares mais altos: meu trono está numa coluna de nuvens e percorri toda a terra. Imperei sobre todos os povos e sobre todas as nações.Tive sob os meus pés, com meu poder, os corações de todos os homens, grandes e pequenos. Entre todas as coisas procurei um lugar de repouso, e habitarei na moradia do Senhor. Aquele que me ouve não será humilhado, e os que agem por mim não pecarão. Aqueles que me tornam conhecida terão a vida eterna.

Evangelho (Lc 1, 26-33)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo: No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.

In English

Epistle (Eccl. 24: 5, 7, 9-11, 30-31)

Lesson from the book of Wisdom.

I came out of the mouth of the Most High, the firstborn before all creatures. I dwelt in the highest places, and my throne is in a pillar of cloud. And I have stood in all the earth and in every people, and in every nation I have had the chief rule. And by my power I have trodden under my feet the hearts of all the high and low. He that heareneth to me shall not be confounded, and they that work by me shall not sin. They that explain me shall have life everlasting.

Gospel ( Luke 1: 26-33)

The continuation of the holy Gospel according to Luke.

At that time, the angel Gabriel was sent from God into a city of Galilee, called Nazareth, to virgin espoused to man whose name was Joseph, of the house of David: and the virgin’s name was Mary. And the angel being come in, said unto her: Hail, full of grace, the Lord is with thee: blessed art thou among women. Who having heard, was troubled at his saying and thought with herself what manner of salutation this should be. And the angel said to her: Fear not, Mary, for thou hast found grace with God. Behold thou shalt conceive in thy womb and shalt bring forth a Son; and thou shalt call his name Jesus. He shall be great and shall be called the Son of the Most High, and the Lord God shall give unto Him the throne of David His father: and He shall reign in the house of Jacob forever, and of His kingdom there shall be no end.

Anúncios

Liturgia Diária- 30/05/2016

SANTO DO DIA

São Félix I, Papa e Mártir

Comemoração- Missa comum da Féria com orações da Missa “Si diligis me”

San_Felix_I__papa_XXVI

São Félix I (Roma 202 – † 30 de dezembro de 274) foi o 26º Papa da Igreja Católica. Seu pontificado iniciou em 5 de janeiro de 269 e durou até o dia 30 de dezembro de 274. 

Filho de um homem chamado Constâncio, seu pontificado coincidiu com o governo do imperador Aureliano, que nos primeiros anos de seu reinado abandonou a política de perseguições, até então mantida contra os cristãos por seus antecessores. 

Nos primeiros anos de seu pontificado, chegaram a Roma notícias do sínodo que havia sido celebrado em Antioquia, no qual fora deposto o Bispo antioqueno Paulo de Samosata, por ensinar doutrinas contrárias aos ensinamentos da Igreja sobre a Santíssima Trindade. A questão havia tomado um caráter político pelo apoio que havia recebido Paulo de Samosata por parte do imperador Aureliano. O Papa Félix emitiu um decreto indicando que ninguém podia ser verdadeiramente bispo se não estivesse em comunhão com a Sé de Roma, com o que ratificou a deposição aprovada no concílio de Antioquia do bispo dessa cidade, afirmando a divindade e humanidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, assim como as duas naturezas distintas em uma só pessoa. 

O Papa São Felix I ordenou que se enterrassem os mártires sob os altares dos templos e que se celebrasse a Santa Missa sobre seus sepulcros, celebração em que os sacerdotes só poderiam realizar no próprio templo, salvo por alguma causa maior, para impedir a celebração de Missas privadas. Próximo ao fim de seu pontificado, Aureliano retomou a política de perseguições; no entanto, tais perseguições tiveram breve duração visto que foram suspensas após a morte do imperador no ano 275.

O Papa São Félix I foi martirizado no dia 30 de dezembro de 274. Foi sepultado nas Catacumbas de São Calisto.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (I Jo 3, 13-18)

Leitura da Epístola de São João Apóstolo .

Caríssimos: Não vos admireis, irmãos, se o mundo vos odeia. Nós sabemos que fomos trasladados da morte para a vida, porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte. Quem odeia seu irmão é assassino. E sabeis que a vida eterna não permanece em nenhum assassino. Nisto temos conhecido o amor: (Jesus) deu sua vida por nós. Também nós outros devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos. Quem possuir bens deste mundo e vir o seu irmão sofrer necessidade, mas lhe fechar o seu coração, como pode estar nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas por atos e em verdade.

Evangelho (Lc 14, 16-24)

Continuação do Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo São Lucas.

Naquele tempo: Disse Jesus aos fariseus a seguinte parábola: Um homem deu uma grande ceia e convidou muitas pessoas. E à hora da ceia, enviou seu servo para dizer aos convidados: Vinde, tudo já está preparado. Mas todos, um a um, começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um terreno e preciso sair para vê-lo; rogo-te me dês por escusado. Disse outro: Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te me dês por escusado. Disse também um outro: Casei-me e por isso não posso ir. Voltou o servo e referiu isto a seu senhor. Então, irado, o pai de família disse a seu servo: Sai, sem demora, pelas praças e pelas ruas da cidade e introduz aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos. Disse o servo: Senhor, está feito como ordenaste e ainda há lugar. O senhor ordenou: Sai pelos caminhos e atalhos e obriga todos a entrar, para que se encha a minha casa. Pois vos digo: nenhum daqueles homens, que foram convidados, provará a minha ceia.

In English

Epistle (I John 3: 13-18)

Lesson from the Epistle of Blessed John the Apostle. 

Dearly beloved, Wonder not if the world hate you. We know that we have passed from death to life, because we love the brethren. He that loveth not, abideth in death. Whosoever hateth his brother is a murderer: and you know that no murderer hath eternal life abiding in himself. In this we have known the charity of God, because He hath laid down His life for us: and we ought to lay down our lives for the brethren. He that hath the substance of this world, and shall see his brethren in need, and shall shut up his bowels from him, how doth the charity of God abide in him? My little children, let us not love in word nor in tongue, but in deed and in truth.

Gospel (Luke 14: 16-24)

The continuation of the holy Gospel according to Matthew. 

At that time Jesus spoke to the Pharisees this parable: “A certain man made a great supper, and invited many. And he sent his servant, at the hour of the supper, to say them that were invited, that they should come, for now all things were ready. And they began all at once to make excuse. The first said to him: I have bought a farm, and must needs go out, and see it: I pray thee hold me excused. And another said: I have bought five yoke of oxen, and I go to try them; I pray thee hold me excused And another said: I have married a wife, and therefore I cannot come. And the servant returning, told these things to his lord. Then the master of the house being angry, said to his servant: Go out quickly into the streets and lanes of the city, and bring in hither the poor, and the feeble, and the blind, and the lame. And the servant said: Lord, it is done as thou hast commanded, and yet there is room. And the lord said to the servant: Go out into the highways and hedges, and compel them to come in, that my house may be filled. But I say unto you, that none of these men that were invited shall taste of my supper.”

[Liturgia Diária] II Domingo depois de Pentecostes

digitalizar0001

A Igreja fixou a celebração da festa do Corpo de Deus na quinta-feira que segue o primeiro domingo depois de pentecostes. Uma coincidência feliz colocou-a entre os dois domingos em que a epístola e o evangelho falam sobre a misericórdia divina e do dever da caridade fraterna que daí deriva para todos os homens. No evangelho do segundo domingo lemos que o reino dos céus é semelhante a um banquete nupcial. E nada pode simbolizar melhor, com efeito, a sagrada eucaristia, que é o banquete por excelência da união das almas com Jesus Cristo, seu esposo, e com todos os membros do corpo místico.

No breviário, a história de Samuel, destinado por Deus para a guarda da Arca do Senhor e sacerdote do Altíssimo, harmoniza-se perfeitamente com a liturgia eucarística. Naquele tempo diz o Breviário, a palavra do Senhor fez-se rara e não havia visões em Israel, porque Heli era orgulhoso e fraco e seus filhos infiéis e desleixados no serviço do Senhor. Então o Senhor manifestou-se a Samuel, menino ainda, e anunciou-lha ainda o castigo destinado a casa de Heli. E não tardou muito que a Arca fosse violada pelos filisteus e que Heli e seus filhos morressem. A censura mais amarga que a Sagrada Escritura repreende Heli é por ter colocado seus interesses particulares e a solicitude das coisas materiais acima do interesse e da solicitude das coisas do espírito.

Comentando a parábola do banquete São Gregório tem observações de fina penetração psicológica, quando, depois de notar que o homem é naturalmente inclinado a arrastar o coração pelas alegrias da terra, constata que, sempre que o faz, não tarda a sentir o tédio; ao passo que basta que prove as do espírito para nunca mais delas se saciar e crescer continuamente em si o desejo delas. Depois continua São Gregório a dizer: Provai e vede como o Senhor é bom. Não lhe podereis conhecer a suavidade se o não provais. Mas tocai com o paladar do coração o alimento da vida, para que, verificando o quanto é bom e suave, o passai realmente amar como convém. O homem quando pecou no paraíso, perdeu o direito e o prazer destas delícias, e saiu de lá, quando fechou a boca ao alimento das suavidades eternas. Donde nascidos neste exílio amargo, viemos já com fastio e ignoramos o que devemos desejar. O que é necessário é escutar o apelo do evangelho de e desprendermo-nos dos bens da terra para nos prendermos aos do Céu.

FOLHETO: II Domingo depois de Pentecostes

LEITURAS/LESSONS

Epístola (I Jo 3, 13-18)

Leitura da Epístola de São João Apóstolo .

Caríssimos: Não vos admireis, irmãos, se o mundo vos odeia. Nós sabemos que fomos trasladados da morte para a vida, porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte. Quem odeia seu irmão é assassino. E sabeis que a vida eterna não permanece em nenhum assassino. Nisto temos conhecido o amor: (Jesus) deu sua vida por nós. Também nós outros devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos. Quem possuir bens deste mundo e vir o seu irmão sofrer necessidade, mas lhe fechar o seu coração, como pode estar nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas por atos e em verdade.

Evangelho (Lc 14, 16-24)

Continuação do Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo São Lucas.

Naquele tempo: Disse Jesus aos fariseus a seguinte parábola: Um homem deu uma grande ceia e convidou muitas pessoas. E à hora da ceia, enviou seu servo para dizer aos convidados: Vinde, tudo já está preparado. Mas todos, um a um, começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um terreno e preciso sair para vê-lo; rogo-te me dês por escusado. Disse outro: Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te me dês por escusado. Disse também um outro: Casei-me e por isso não posso ir. Voltou o servo e referiu isto a seu senhor. Então, irado, o pai de família disse a seu servo: Sai, sem demora, pelas praças e pelas ruas da cidade e introduz aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos. Disse o servo: Senhor, está feito como ordenaste e ainda há lugar. O senhor ordenou: Sai pelos caminhos e atalhos e obriga todos a entrar, para que se encha a minha casa. Pois vos digo: nenhum daqueles homens, que foram convidados, provará a minha ceia.

In English

Epistle (I John 3: 13-18)

Lesson from the Epistle of Blessed John the Apostle. 

Dearly beloved, Wonder not if the world hate you. We know that we have passed from death to life, because we love the brethren. He that loveth not, abideth in death. Whosoever hateth his brother is a murderer: and you know that no murderer hath eternal life abiding in himself. In this we have known the charity of God, because He hath laid down His life for us: and we ought to lay down our lives for the brethren. He that hath the substance of this world, and shall see his brethren in need, and shall shut up his bowels from him, how doth the charity of God abide in him? My little children, let us not love in word nor in tongue, but in deed and in truth.

Gospel (Luke 14: 16-24)

The continuation of the holy Gospel according to Matthew. 

At that time Jesus spoke to the Pharisees this parable: “A certain man made a great supper, and invited many. And he sent his servant, at the hour of the supper, to say them that were invited, that they should come, for now all things were ready. And they began all at once to make excuse. The first said to him: I have bought a farm, and must needs go out, and see it: I pray thee hold me excused. And another said: I have bought five yoke of oxen, and I go to try them; I pray thee hold me excused And another said: I have married a wife, and therefore I cannot come. And the servant returning, told these things to his lord. Then the master of the house being angry, said to his servant: Go out quickly into the streets and lanes of the city, and bring in hither the poor, and the feeble, and the blind, and the lame. And the servant said: Lord, it is done as thou hast commanded, and yet there is room. And the lord said to the servant: Go out into the highways and hedges, and compel them to come in, that my house may be filled. But I say unto you, that none of these men that were invited shall taste of my supper.”