Folheto- XI Domingo depois de Pentecostes

Anúncios

Liturgia Diária- 30/07/2016

MISSA SANTA MARIA IN SABATO

Festa de 4ª Classe- Missa Própria com as orações de: 

carmelo_virgem

SANTOS ABDÃO E SÉNEN, Mártires

Comemoração

abdon e senen

O imperador Décio(200-251), inimigo dos cristãos, tinha derrotado o rei da Pérsia e tornar-se mestre de vários países sobre os quais ele reinou. Ele já tinha condenado à tortura e morte cinco membros de seu clero. São Abdão e Santo Sénnen, ilustres dignitários persas do século III a quem o rei da Pérsia tinha muito honrado, eram secretamente Cristãos, mas foram eles que tinham tomado o corpo do bispo mártir, que havia sido fundido com desprezo antes de um templo de Saturno, para enterrá-lo em noite, com honra. Agora caídos sob a dominação de Roma, foram pegos para testemunhar a crueldade do imperador para com os cristãos. Com tal situação acreditava serem seus deveres dar a conhecer o seu amor por Jesus Cristo, portanto, sem medo de seu novo soberano, comprometeram-se por todos os meios possíveis para difundir e fortalecer a fé, para encorajar os confessores e enterrar o mártires.

Décio, ficou extremamente irritado pois sua lição em mostrar sua crueldade não diminui assim suas dedicações como cristão. Então ele chamou os dois irmãos a comparecer perante o seu tribunal para tentá-los conquistá-los para oferecer sacrifico aos deuses, apelando à sua recente vitória como um sinal de seu favor. Os Santos responderam, no entanto, que esta vitória não estava em tudo uma prova de tal poder, pois o único Deus verdadeiro, Criador do céu e Terra com Seu Filho, Jesus Cristo, dá a vitória para uns e derrota para outros, por razões ocultas de seus desígnios e da sua providência. Eles disseram que nunca poderia adorar qualquer ídolo, mas Ele, e Décio aprisionaram os dois irmãos. Logo depois, quando soube da morte do vice-rei que ele havia deixado para governar em sue lugar em Roma, ele voltou a Roma e levou seus dois cativos com ele para servir como troféus esplêndidos de sua vitória persa. Com efeito, estes magistrados usavam joias e tecidos ricos em suas cadeias.

Eles acusados perante o Senado novamente testemunharam para qual era a única Divindade; que é Nosso Senhor Jesus Cristo, dizendo o qual eles só poderiam adorar nenhum outro. Então firmes na presença do Senado continuam a se recusaram, de acordo com a prática de sacrificar aos ídolos. Foram assim condenados à morte e levados no anfiteatro Flaviano, foram açoitados onde ficava o Colosso de Nero e do Templo de Vênus, e depois  serem  devorados por animais selvagens, os dois leões e quatro ursos foram liberado para devorá-los. Mas milagrosamente as feras se deitaram a seus pés e tornaram-se seus tutores, e ninguém se atreveu abordagem por um tempo. Finalmente o prefeito enviando gladiadores para matá-los com a espada, que com a permissão de Deus foi feito. Seus corpos depois de decapitados pelos gladiadores  foram jogados na frente da estátua do Sol, onde ficaram três dias sem enterro, até que o diácono Quirino recolheu os santos mártires, escondendo-os em sua casa, onde permaneceram por um longo tempo. Depois sob o império de Constantino, o Grande, os túmulos foram descobertos por divina revelação e suas relíquias enterradas no cemitério Ponciano, que mais tarde foi chamada pelos seus nomes. Nós os vemos em um quadro das catacumbas, coroado pelo próprio Nosso Senhor. Seu martírio glorioso ocorreu em no ano 254.

LEITURAS/LESSONS

Leitura (Eclo 24, 14-16)

Leitura do Livro da Sabedoria. 

Desde o início, antes de todos os séculos, ele me criou, e não deixarei de existir até o fim dos séculos; e exerci as minhas funções diante dele na casa santa. Assim fui firmada em Sião; repousei na cidade santa, e em Jerusalém está a sede do meu poder. Lancei raízes no meio de um povo glorioso, cuja herança está na partilha de meu Deus; e fixei minha morada na assembléia dos santos.

Evangelho (Lc 11, 27-28) 

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, enquanto Jesus falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram! Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!

In English

Lesson (Eccles. 24. 14-16)

Lesson from the Book of Wisdom.

From the beginning, and before the world, was I created, and unto the world to come I shall not cease to be, and in the holy dwelling place I have ministered before him. And so I was established in Sion, and in the holy city likewise I rested, and my power was in Jerusalem. And I took root in an honorable people, and in the portion of y God his inheritance, ad my abode is in the full assembly of saints.

Gospel (John 19: 25-27)

The continuation of the holy Gospel according to John.

At that time, there stood by the cross of Jesus, His mother and His mother’s sister, Mary of Cleophas and Mary Magdalen. When Jesus therefore had seen His mother and the disciple standing whom He loved, He saith to His Mother:”Woman, behold thy son.” After that He saith to the disciple: “Behold thy mother.” And from that hour the disciple took her to his own.

Liturgia Diária- 29/07/2016

SANTA MARTA, Virgem

Festa de 3ª Classe- Missa “Dilexisti” com Evangelho próprio.

image003

As escrituras contam que, em seus poucos momentos de descanso ou lazer, Jesus procurava a casa de amigos em Betânia, local muito agradável há apenas três quilômetros de Jerusalém. Ali moravam Marta, Lázaro e Maria. Há poucas, mas importantíssimas citações de Marta nas sagradas escrituras.

É narrado, por exemplo, o primeiro momento em que Jesus pisou em sua casa. Ali chegando Jesus conversava com eles e Maria estava aos pés do Senhor, ouvindo sua pregação. Marta, trabalhadora e responsável, reclamou da posição da irmã, que nada fazia ouvindo o Mestre. Jesus aproveita então para ensinar que os valores espirituais são mais importantes que os materiais, apoiando Maria em sua ocupação de ouvir e aprender.

Fala-se dela também quando da ressurreição de Lázaro. É ela quem mais fala com Jesus, nesse acontecimento. Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido. Mas mesmo agora, eu sei que tudo o que pedires a Deus, Deus dará”. (Jo 11,20-22). O milagre de reviver Lázaro solicitado com tamanha simplicidade, por Marta, exemplifica a plena fé na onipotência do Senhor.

SANTOS FÉLIX, SIMPLÍCIO, FAUSTINO E BEATRIZ, Mártires

Comemoração- Missa conforme à de Sta. Marta, com orações próprias

No mesmo dia de Santa Marta prima de Jesus, a Igreja comemora os mártires irmãos romanos Simplício, Faustino e Beatriz, que morreram pela fé de Cristo na perseguição dos imperadores Diocleciano e Maximiano.

Simplicio e Faustino de Roma foram presos. Como eram muito constantes na fé, um vigário do imperador mandou torturá-los e depois degolá-los, sendo seus corposdespejados no rio Tibre. Sua santa irmã Beatriz os recolheu para dar sepultura digna, e depois se escondeu na casa de uma santa viúva chamada Lucina, a qual passava dia e noite em oração, penitência e obras de piedade.

Sete meses durou esta santa companhia; mas o Senhor permitiu que um homem poderoso, chamado Lucrécio, ficasse cego de ambição e desejasse tirar de Santa Beatriz os seus bens de herança, juntando-os ao patrimônio que ele já possuía. Parapoder fazê-lo mais facilmente e sem nada gastar de seu bolso, sabendo de sua condição de cristã, fez a ela um convite para sacrificar aos ídolos.

Como Beatriz confessou espontaneamente ser cristã e que de forma alguma adoraria a falsos deuses, Lucrécio a jogou na prisão, e à noite sufocou-a pelo pescoço até morrer. Sua santa amiga Lucina enterrou o corpo dela junto aos de seus irmãosSimplicio e Faustino. Mais tarde o Papa Leão II edificou um magnífico templo emRoma, e para lá trasladou os corpos santos destes mártires.

Para mostrar o tamanho mal que acontece aos que se deixam levar pela cobiça, e que o Senhor descobre e pune as ciladas e artifícios dos homens maus, convém saber como foi o castigo sofrido por Lucrécio.

O ímpio senhor, tão logo se apossou da herança de Beatriz, ofereceu a alguns de seus amigos uma festa para comemorar o delito. Enquanto ele se esbaldasse de alegria e chacota, zombando dos santos mártires e se sentindo dono da fazenda que não lhe pertencia, do nada compareceu ao banquete uma mulher com um bebê lactante aos braços. O bebê, em alto e bom som, disse diante de todos: “Olá,Lucrécio! Mataste, e te apossaste de bem alheio, e caíste em mãos de teu inimigo.”

Imediatamente Lucrécio caiu atordoado, ficou pálido e passou a sangrar; em seguida, ficou possesso do demônio, que lhe atormentou cruelmente durante três horas, para então morrer com grande dano à sua alma e grande proveito de muitos, que com tal fato entenderam que Deus não só reserva o prêmio aos bons e o castigo aos maus, como também tira a máscara dos que mentem e tramam, e mostra que as benesses obtidas por meios ilícitos se transformam em punhal e veneno dos que pecam para conquistá-los.

A Igreja celebra a festa dos Santos Simplício, Faustino e Beatriz no dia de seu martírio, ocorrido em 29 de julho de 302. Fazem menção deste fato todos os Martirológios: o Romano, o de São Beda, o de Usuardo e o de Adon; nas Atas de Santo Antímio Mártir, também se escreve a suma do martírio destes santos irmãos.

LEITURAS/LESSONS

Epístola (II Cor 10, 17-18; 11, 1-2)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Irmãos: quem se gloria, glorie-se no Senhor. Pois merece a aprovação não aquele que se recomenda a si mesmo, mas aquele que o Senhor recomenda.  Oxalá suportásseis um pouco de loucura de minha parte! Oh, sim! Tolerai-me. Eu vos consagro um carinho e amor santo, porque vos desposei com um esposo único e vos apresentei a Cristo como virgem pura.

Evangelho ( Lc 10,38-42)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo, estando Jesus em viagem, entrou numa aldeia, onde uma mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. Tinha ela uma irmã por nome Maria, que se assentou aos pés do Senhor para ouvi-lo falar. Marta, toda preocupada na lida da casa, veio a Jesus e disse: Senhor, não te importas que minha irmã me deixe só a servir? Dize-lhe que me ajude. Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada.

In English

Epistle (II Cor 10: 17-18; 11: 1-2)

Lesson from the Epistle of blessed Paul the Apostle to the Corinthians.

Brethren, he that glorieth, let him glory in the Lord. For not he who commandeth himself is approved : but he whom God commandeth. Would to God you could bear with some little of my folly, but do bear with me : for I am jealous of you with the jealousy of God. For I have espoused you to one husband, that I may present you as a chaste virgin to Christ.

Gospel (Luke 10, 38-42)

The continuation of the holy Gospel according to Luke. 

At that time, Jesus entered into a certain town; and a certain woman named Martha, received Him into her house: and she had a sister called Mary, who sitting also at the Lord’s feet, heard His word. But Martha was busy about much serving: who stood and said, Lord, hast Thou no care that my sister hath left me alone to serve? Speak to her therefore, that she help me. And the Lord answering, said to her: “Martha, Martha, thou art careful, and art troubled about many things: but one thing is necessary. Mary hath chosen the best part, which shall not be taken away from her.”

Liturgia Diária- 28/07/2016

SÃO NAZÁRIO E SÃO CELSO, Mártires

SÃO VITOR I, Papa e Mártir

SANTO INOCÊNCIO I, Papa e Confessor

Santos Nazário e Celso

São Celso e São Nazário 2Nazário e Celso foram dois mártires dos quais nada sabemos além da descoberta de seus corpos em Mediolano por Santo Ambrósio. Segundo Paulino, o Diácono em sua biografia do santo, o próprio Ambrósio, em algum momento nos três anos finais de sua vida, depois da morte do imperador Teodósio (m. 395), descobriu, num jardim fora das muralhas de Mediolano, o corpo de São Nazário, com a cabeça separada do corpo. Segundo a lenda, o sangue ainda estava líquido e vermelho quando seu corpo foi exumado. O bispo então levou-o para a Basílica dos Apóstolos. No mesmo jardim, Ambrósio descobriu também o corpo de São Celso, que ele transportou para o mesmo lugar. Segundo a Enciclopédia Católica : “Obviamente a tradição sobre estes mártires ainda existia na comunidade cristã de Mediolano, o que levou à busca e à descoberta dos corpos”

Santo Inocêncio I

07-28-santo-inocencio-iInocêncio I era italiano, nasceu em Albano, uma província romana do Lazio. Ele foi eleito no ano 401 e governou a Igreja por dezesseis anos, num período dos mais difíceis para o cristianismo. Sua primeira atividade pastoral foi uma intervenção direta no Oriente, exortando a população de Constantinopla a seguir as orientações do seu bispo, são João Crisóstomo, e assim viver em paz. Mas um dos maiores traumas de seu pontificado foi a invasão e o saque de Roma, cometidos pelos bárbaros godos, liderados por Alarico. Roma estava cercada por eles desde o ano 408 e só não tinha sido invadida graças às intervenções do papa junto a Alarico. Pressionado pelo invasor, e tentando salvar a vida dos cidadãos romanos, Inocêncio viajou até a diocese de Ravena, onde se escondia o medroso imperador Honório. O papa tentava, há muito tempo, convencê-lo a negociar e conceder alguns poderes especiais a Alarico, para evitar o pior, que ele saqueasse a cidade e matasse a população. Não conseguiu e o saque teve início. Foram três dias de roubo, devastação e destruição. Os bárbaros respeitaram apenas as igrejas, por causa dos anos de contato e mediação com o papa Inocêncio I. Mesmo assim, a invasão foi tão terrível que seria comentada e lamentada depois, por santo Agostinho e são Jerônimo. Apesar de enfrentar inúmeras dificuldades, conseguiu manter a disciplina e tomou decisões litúrgicas que perduram até hoje. Elas se encontram na inúmera correspondência deixada pelo papa Inocêncio I. Aliás, com essas cartas se formou o primeiro núcleo das coleções canônicas, que faz parte do magistério ordinário dos pontífices, alvo de estudos ainda nos nossos dias. Também foi ele que estabeleceu a uniformidade que as várias Igrejas devem ter com a doutrina apostólica romana. Além disso, estratificou em forma e conteúdo a doutrina dos sacramentos da penitência, da unção dos enfermos, do batismo e do casamento. Durante o seu pontificado difundia-se a heresia pelagiana, condenada no ano 416 pelos concílios regionais de Melevi e de Cartago, convocados por iniciativa de santo Agostinho e com aprovação do papa Inocêncio I, que formalmente sentenciou Pelágio e seu discípulo Celestio. O papa Inocêncio I morreu no dia 28 de julho de 417, sendo sepultado no cemitério de Ponciano, na Via Portuense, em Roma.

São Vítor I, Papa

Vitor IVítor I nasceu África. É algo incerta a cronologia deste papa. Alguns, seguindo o historiador Eusébio, fazem-no reinar até o ano 202. Teria morrido mártir na quinta perseguição, que foi movida nesse ano pelo imperador Sétimo Severo, ou então pouco antes, numa sublevação de pagãos. Declarou que água comum, de fonte, de poço, de chuva, do mar, etc… pode, no caso de necessidade, servir para a administração do batismo. Isto prova que já era costume, em tempo de paz, usar-se a água benta com a celebração do batismo. Sob S. Vítor a questão da data pascal, de novo agitada, deu mais brilho à supremacia do Bispo de Roma. A Igreja conservara do ritual judaico o uso de se consagrarem a Deus vários dias festivos. O sábado (a festa semanal judaica) foi cedo substituído pelo domingo em memória do dia da Ressurreição do Senhor. As festas hebraicas caíram em desuso, menos Pentecostes e Páscoa. Por esta é que se estabelecia todo o calendário judaico cristão. Na Ásia era a Páscoa celebrada no 14º dia do plenilúnio de março. Em Roma pretendia-se que a festa fosse sempre num domingo. O papa, examinando a opinião das demais Igrejas, fixou a Páscoa para o domingo seguinte ao 13º dia do plenilúnio de março. Mais tarde, 130 anos depois, o memorável Concílio de Nicéia (325) deu plena razão a S. Vítor.

 LEITURAS/LESSONS

Leitura (Sab 10, 17-20)

Leitura do livro da Sabedoria. 

Deu aos santos o galardão de seus trabalhos, conduziu-os por um caminho miraculoso; durante o dia serviu-lhes de proteção, e deu-lhes a luz dos astros, durante a noite. Fê-los atravessar o mar Vermelho, e deu-lhes passagem através da massa das águas, ao passo que engoliu seus inimigos, e depois os tirou das profundezas do abismo. Também os justos, depois de despojados os ímpios, celebraram, Senhor, vosso santo nome, e louvaram, unidos num só coração, vossa mão protetora, ó Senhor, nosso Deus. 

Evangelho (Lc 21, 9-19)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo: Disse Jesus a seus discípulos: Quando ouvirdes falar de guerras e de tumultos, não vos assusteis; porque é necessário que isso aconteça primeiro, mas não virá logo o fim. Disse-lhes também: Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino. Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu. Mas, antes de tudo isso, vos lançarão as mãos e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença dos reis e dos governadores, por causa de mim. Isto vos acontecerá para que vos sirva de testemunho. Gravai bem no vosso espírito de não preparar vossa defesa, porque eu vos darei uma palavra cheia de sabedoria, à qual não poderão resistir nem contradizer os vossos adversários. Sereis entregues até por vossos pais, vossos irmãos, vossos parentes e vossos amigos, e matarão muitos de vós. Sereis odiados por todos por causa do meu nome. Entretanto, não se perderá um só cabelo da vossa cabeça. É pela vossa constância que alcançareis a vossa salvação.

In English

Lesson (Wisdom 10: 17-20)

Lesson from the Book of Wisdom.

God rendered to the just the wages of their labors, and led them along a wondrous way; and she was to them, like a cover by day, and like the light of the stars by night. She carried them through the Red Sea, and led them across a great water. But their enemies, she submerged in the sea, and from the furthest depths, she drew them up. Therefore, the just carried off the spoils of the impious. And they chanted to your holy name, Lord, and they together praised your victorious hand, oh Lord, our God. 

Gospel (Luke 21: 9-19)

The continuation of the holy Gospel according to Luke. 

At that time, Jesus said to His disciples: ‘When you shall hear of wars and seditions, be not terrified: these things must first come to pass, but the end is not yet presently. Then He said to them: Nation shall rise against nation, and kingdom against kingdom. And there shall be great earthquakes in divers places, and pestilences, and famines and terrors from Heaven, and there shall be great signs. But before all these things, they will lay their hands on you and persecute you, delivering you up to the synagogues and into prisons, dragging you before kings and governors for My name’s sake; and it shall happen unto you for a testimony. Lay it up therefore in your hearts, not to meditate before how you shall answer. For I will give you a mouth and wisdom, which all your adversaries shall not be able to resist and gainsay. And you shall be betrayed by your parents and brethren and kinsmen and friends, and some of you they will put to death : and you shall be hated by all men for My name’s sake; but a hair of your head shall not perish. In your patience you shall possess your souls.’