Liturgia Diária- 26/07/2016

SANTA ANA, Mãe da Santíssima Virgem

Festa de 2ª Classe- Missa Própria

santa-ana-e-sc3a3o-joaquim

O proto-evangelho de São Tiago narra-nos que os vizinhos de Joaquim (nome que significa a quem Jeová confirma), desprezavam-nos porque não tinham filhos. Então, o santo retirou-se quarenta dias ao deserto para orar e jejuar. Ana (cujo nome significa Graça) “fazia lamentações”. Um anjo lhe apareceu e disse-lhe: “Ana, o Senhor ouviu tua oração: conceberás e darás a luz. Sobre o fruto de teu ventre falará o mundo inteiro”.

Nasceu-lhe Maria, Aquela que seria a Mãe de Deus. Esta narração se parece muito com a concepção e o nascimento de Samuel, cuja mãe se chamava também Ana (1 Reis, 1). Os primeiros Padres da Igreja oriental viam nesse caso um paralelo entre a narração da concepção de Samuel e a de João Batista.

A melhor prova da antiguidade ao culto a Santa Ana em Constantinopla é que, em meados do século VI, o imperador Justiniano dedicou-lhe um santuário. Há também dois afrescos que representam Santa Ana e datam do século VIII. No Oriente dedicam-lhe veneração desde o século VI Em 1382, o Papa Urbano VI publicou o primeiro decreto pontifício referente a Santa Ana; por ele concedia-se a celebração da festa da santa exclusivamente aos bispos da Inglaterra. A festa foi extensa depois a toda a Igreja do ocidente a partir de 1584.

LEITURAS/LESSONS

Leitura (Pr  31,10-31) 

Leitura do livro dos Provérbios.

Uma mulher virtuosa, quem pode encontrá-la? Superior ao das pérolas é o seu valor. Confia nela o coração de seu marido, e jamais lhe faltará coisa alguma. Ela lhe proporciona o bem, nunca o mal, em todos os dias de sua vida. Ela procura lã e linho e trabalha com mão alegre. Semelhante ao navio do mercador, manda vir seus víveres de longe. Levanta-se, ainda de noite, distribui a comida à sua casa e a tarefa às suas servas. Ela encontra uma terra, adquire-a. Planta uma vinha com o ganho de suas mãos. Cinge os rins de fortaleza, revigora seus braços. Alegra-se com o seu lucro, e sua lâmpada não se apaga durante a noite. Põe a mão na roca, seus dedos manejam o fuso. Estende os braços ao infeliz e abre a mão ao indigente. Ela não teme a neve em sua casa, porque toda a sua família tem vestes duplas. Faz para si cobertas: suas vestes são de linho fino e de púrpura. Seu marido é considerado nas portas da cidade, quando se senta com os anciãos da terra. Tece linha e o vende, fornece cintos ao mercador. Fortaleza e graça lhe servem de ornamentos; ri-se do dia de amanhã. Abre a boca com sabedoria, amáveis instruções surgem de sua língua. Vigia o andamento de sua casa e não come o pão da ociosidade. Seus filhos se levantam para proclamá-la bem-aventurada e seu marido para elogiá-la. Muitas mulheres demonstram vigor, mas tu excedes a todas. A graça é falaz e a beleza é vã; a mulher inteligente é a que se deve louvar. Dai-lhe o fruto de suas mãos e que suas obras a louvem nas portas da cidade.

Evangelho (Mt 13,44-52 )

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus. 

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos a seguinte parábola: O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo. O Reino dos céus é ainda semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas. Encontrando uma de grande valor, vai, vende tudo o que possui e a compra. O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta. Assim será no fim do mundo: os anjos virão separar os maus do meio dos justos e os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes. Compreendestes tudo isto? Sim, Senhor, responderam eles. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.

In English

Lesson (Proverbs 31: 10-31)

Lesson from the Book of Wisdom.

Who shall find a valiant woman? the price of her is as of things brought from afar off, and from the uttermost coasts. The heart of her husband trusteth in her, and he shall have no need of spoils. She will render him good and not evil all the days of her life. She hath sought wool and flax, and hath wrought by the counsel of her hands: she is like the merchant’s ship, she bringeth her bread from afar: and she hath risen in the night, and given a prey to her household, and victuals to her maidens: she hath considered a field and bought it; with the fruit of her hands she hath planted a vineyard. She hath girded her loins with strength, and hath strengthened her arm. She hath tasted and seen that her traffic is good; her lamp shall not be put out in the night. She hath put out her hands to strong things, and her fingers have taken hold of the spindle. She hath opened her hand to the needy, and stretched out her hands to the poor. She shall not fear for her house in the cold of snow: for all her domestics are clothed with double garments. She hath made for herself clothing of tapestry; fine linen and purple is her covering. Her husband is honorable in the gates, when he sitteth among the senators of the land. She made fine linen and sold it, and delivered a girdle to the Canaanite. Strength and beauty are her clothing: and she shall laugh in the latter day. She hath opened her mouth to wisdom, and the law of clemency is on her tongue: she hath looked well to the paths of her house, and hath not eaten her bread idle. Her children rose up, and called her blessed; her husband, and he praised her. Many daughters have gathered together riches; thou hast surpassed them all. Favor is deceitful, and beauty is vain: the woman that feareth the Lord, she shall be praised. Give her of the fruit of her hands; and let her works praise her in the gates.

Gospel (Matt. 13: 44-52)

The continuation of the holy Gospel according to Matthew.

At that time, Jesus spoke this parable to His disciples: “The kingdom of Heaven is like unto a treasure hidden in a field; which a man having found, hid it, and for joy thereof goeth, and selleth all that he hath, and buyeth that field. Again, the kingdom of Heaven is like to a merchant seeking good pearls. Who, when he had found one pearl of great price, went his way and sold all that he had, and bought it. Again, the kingdom of Heaven is like to a net cast into the sea, and gathering together of all kinds of fishes; which, when it was filled, they drew out, and sitting by the shore, they chose out the good into vessels, but the bad they cast forth. So shall it be at the end of the world. The angels shall go out, and shall separate the wicked from among the just, and shall cast them into the furnace of fire; there shall be weeping and gnashing of teeth. Have ye understood all these things?” They say to Him, Yes. He said unto them, “Therefore, every scribe instructed in the kingdom of Heaven, is like to a man who is a householder, who bringeth forth out of his treasure new things and old.”

Anúncios

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s