Liturgia Diária- 11/08/2017

SÃO TIBÚRCIO E SANTA SUSANA, Mártires

Comemoração- Missa comum do domingo com orações próprias

tiburcioSÃO TIBÚRCIO, filho de Cromácio, prefeito de Roma, foi traído por seu falso irmão Torquato, a quem ele repreendia por cuidar demasiadamente dos cabelos, de comer e beber demais e de preferir a companhia das mulheres a ir às Matinas (Acta S. Sebastiani, cap. 21; PL 17, 1053-1054). Tibúrcio foi condenado pelo juiz a caminhar sobre brasas, antes de ser decapitado em 304. Foi sepultado em Roma, na terceira milha da Via Labicana, no Cemitério “ad Duas Lauros“. Seus louvores foram celebrados pelo Papa São Damásio.

Escreve o Beato Pedro Fabro:

“Na festa de São Tibúrcio e Santa Susana, considerei como São Tibúrcio repreendeu, com tanto fervor de espírito, a Torquato porque seguia desejos carnais, em que se deleitava, e não se gloriava senão da própria sensualidade, querendo agradar aos outros, principalmente as mulheres. Veio-me com isso certo desejo de rogar a São Tibúrcio que, com suas orações, me impetrasse a graça perfeita de nunca desejar agradar-me nem gloriar-me a mim mesmo ou agradar aos outros, nem me comprazer senão em Deus somente. É necessário comparecer ante seu rosto, de modo que só agrademos a Ele e aos seus Santos que estão na glória”. (Memorial do Beato Pedro Fabro, de Armandao Cardoso, Edições Loyola, 1995, p. 52)

SANTA SUSANA virgem e mártir. Diz-se que a filha de um sacerdote sábio chamado Gabino e
da sobrinha do Papa 08-11 b. Santa Susana de RomaCaio. Era tão bela e encantadora como sua erudição se igualou à de seu pai. O imperador Diocleciano, que estava à procura de uma esposa para seu enteado Maximiano ouvido muitos elogios de Susan, mandou Claudius, um tio da menina que trabalhava no tribunal, dizendo que ele queria se casar com Susana Gabino Maximiano. Mas, como Susana soube da homenagem que distingue o imperador, disse que era a noiva de Cristo e não podia aceitar outro marido. Seu tio Cláudio, contudo, foi visitá-la e cumprimentou-a com um beijo e viu que Susana estava relutante em aceitá-lo, ele explicou que era um show simples de afeto. Ela respondeu: “O que me enoja não é o beijo, mas sua boca, profanado por sacrifícios aos ídolos.” Claude disse: “Como eu posso limpar minha boca?” “Arrependei-vos e sejam batizados”, foi a resposta.
Atitude de Susana em matéria de casamento com Maximiano, tão impressionado Cláudio, que foi instruído e foi batizado junto com sua esposa, Prepedigna, e seus dois filhos. Então, ele libertou seus escravos e repartiu sua propriedade entre os pobres. Como Claudio não voltara ao tribunal Diocleciano mandou seu irmão Max, outro cortesão, para encontrar a resposta a Susana e perguntar sobre a saúde de Cláudio, que se sentia doente. Máximo Claudio encontrado amplamente consumida pela penitência, e ele comunicou a decisão de Susana. Eles foram juntos visitar a menina e, em seguida, discutiu o assunto com Gabino e St. Papa Caio. Os dois irmãos perceberam que não tinha o direito de desviar Susana de sua vocação, apesar do perigo que este coloque toda a família. Maximus também recebeu o batismo e distribuiu seus bens aos pobres. Quando Diocleciano tomou conhecimento da decisão de Susanna e a conversão dos dois irmãos, ficou furioso e deu permissão para um de seus favoritos, chamado Julian, que queria vingar-se deles, para prender todos os membros da família e fazer o que eles queriam.
Temendo talvez se arrependam Diocleciano, Julian condenada a ser transferidos imediatamente para Máximo e Cláudio e esposa e os filhos deste último para Cumas, onde ele ordenou que fossem queimados vivos e suas cinzas jogadas no mar. Santa Susana e seu pai foram decapitados em casa em seu palácio, por volta do ano 295.

LEITURAS

Epístola (ICor 10, 6-13)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.

Irmãos: Não cobicemos coisas más, como eles [os nossos pais, no deserto] as cobiçaram. Nem vos torneis idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo sentou-se para comer e para beber, e depois levantou-se para se divertir (Ex 32,6). Nem nos entreguemos à impureza como alguns deles se entregaram, e morreram num só dia vinte e três mil. Nem tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram mordidos pelas serpentes. Nem murmureis, como murmuraram alguns deles, e foram mortos pelo exterminador. Todas estas desgraças lhes aconteceram para nosso exemplo; foram escritas para advertência nossa, para nós que tocamos o final dos tempos. Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia. Não vos sobreveio tentação alguma que ultrapassasse as forças humanas. Deus é fiel: não permitirá que sejais tentados além das vossas forças, mas com a tentação ele vos dará os meios de suportá-la e sairdes dela.

Evangelho (Lc 19, 41-47)

Continuação do Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas.

Naquele Tempo: Aproximando-se Jesus de Jerusalém, ao ver a cidade, chorou sobre ela dizendo: Se ao menos neste dia, que te é dado, tu conhecesses ainda o que te pode te trazer a paz! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos. Porque virão para ti dias em que teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te apertarão por terra a ti e teus filhos, que estão dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra; porque não conheceste o tempo da tua visita. E, tendo entrado no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam nele, dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é uma casa de oração; e vós fizeste dela um covil de ladrões. E todos os dias ensinava no templo.

Anúncios

Comente o post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s