Tecnologia e Magia nas mãos do Anticristo

Por Daniel Francisco Giaquinta

Tradução de Airton Vieira

A imagem de seu rosto em todo o mundo ao mesmo tempo

A figura do Anticristo[1] é uma verdade revelada. Como São João Evangelista o descreve reinante desde seu tempo, os Padres da Igreja –com essa autoridade que o Espírito Santo lhes deu para ensinar a Palavra de Deus– o viram como um movimento, como uma espécie de anti-igreja que trabalha contra Jesus Cristo e seu Pequeno Rebanho. Continuar lendo

Anúncios

Contos com moral da história: “Um teste para descobrir a autêntica santidade”

Por Padre Lucas Prados

Tradução de Airton Vieira

A história que lhes trago hoje é real. Aconteceu com São Felipe Neri a finais do século XVI.

Durante a vida de São Felipe Neri existiu uma monja na Itália que tinha fama de santidade. Se dizia que continuamente tinha revelações e locuções do céu. Um dia, o Papa mandou precisamente o padre Felipe ao convento onde vivia a citada monja para que avaliasse sua santidade. Continuar lendo

O “Feminismo” e a “ideologia de gênero”

Feminismo: Olá, muito prazer me chamo Feminismo.

Ideologia de gênero: Olá, eu sou Ideologia de gênero. Prazer. A que te dedicas?

Feminismo: Eu luto pela segurança e a exaltação da mulher, e ponho em controvérsia e rivalidade os homens contra as mulheres para que não haja mais violência de gênero e não morram mais mulheres oprimidas pelo patriarcado machista. Te unes a minha causa? Continuar lendo

Quatro sacerdotes que preferiram o martírio antes que revelar o segredo de confissão

Não se submeteram às autoridades ou os milicianos que lhes obrigaram a revelá-lo

Tradução de Airton Vieira – Depois que o Arcebispo de Melbourne na Austrália, monsenhor Denis Hart, afirmou que preferia ir ao cárcere antes que romper o segredo de confissão, devido uma possível ingerência do Estado, ACI Prensa relembra 4 sacerdotes que defenderam ao extremo o sigilo sacramental.

Em 14 de agosto a Royal Commission, entidade criada na Austrália para investigar os casos de abusos sexuais, propôs que os sacerdotes da Igreja Católica rompam o segredo de confissão quando saibam de algum caso de abuso sexual.

Não obstante, o Código de Direito Canônico que rege a Igreja Católica assinala que “o sigilo sacramental é inviolável; pelo qual está terminantemente proibido ao confessor descobrir o penitente, por palavra ou qualquer outro modo, e por nenhum motivo”. Aqui os 4 sacerdotes que defenderam até o extremo o segredo de confissão.
Continuar lendo