Liturgia Diária- 24/11/2017

SÃO JOÃO DA CRUZ, Confessor e Doutor

Festa de 3ª Classe- Missa “In Medio”, com Coleta própria

A Igreja festeja hoje, depois de Santa Teresa (15 de outubro), São João da Cruz, que tanto a ajudou na reforma dos Carmelitas. Ele introduziu a primitiva observância no ramo masculino da Ordem, o que lhe valeu tenazes perseguições. Deu mostras de grande abnegação, sendo penetrado de amor à cruz e uma grande alma de oração. Seus escritos místicos lhe deram o direito a ser considerado doutor da vida contemplativa. Morreu em 1591. Pio XI o proclamou Doutor da Igreja em 1926.

Oração (Coleta da Missa): Ó Deus que dotastes São João vosso Confessor e Doutor, com uma perfeita abnegação de si mesmo e extraordinário amor à Cruz, concedei que sem cessar nos esforcemos por seguir o seu exemplo e assim alcancemos a glória eterna. Por Nosso senhor Jesus Cristo. Amém.

LEITURAS

Epístola (II Tim 4, 1-8 )

Leitura da Segunda Carta de São Paulo Apóstolo a Timóteo. 

Caríssimo, eu te conjuro em presença de Deus e de Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, por sua aparição e por seu Reino: prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, ameaça, exorta com toda paciência e empenho de instruir. Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas. Tu, porém, sê prudente em tudo, paciente nos sofrimentos, cumpre a missão de pregador do Evangelho, consagra-te ao teu ministério. Quanto a mim, estou a ponto de ser imolado e o instante da minha libertação se aproxima. Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. Resta-me agora receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos aqueles que aguardam com amor a sua aparição.

Evangelho (Mt 5, 13-19)

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus. Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição. Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei. Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus.

 

Anúncios

Liturgia Diária- 23/11/2017

 SÃO CLEMENTE I, Papa e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa “Si diligis me” com Intróito e Epístola próprios

SãoClementeI_PapaSão Clemente, terceiro sucessor de São pedro, governou a Igreja desde 88, mais ou menos, até 97. Tem o nome citado no canôn da Missa. A epístola da missa de hoje confunde-o com outro São Clemente, que ajudou São Paulo. O papa São Clemente escreveu uma carta aos Corintios, que é um dos mais antigos e mais preciosos documentos dos primeiros séculos. Toda ela está penetrada de grande amor pela unidade cristã.

A basílica de São Clemente, em Roma, é um edifício religioso extremamente interessante, porque representa fielmente a disposição antiga das basílicas cristãs: átrio, ambões, cancelas, altar voltado para o povo, separação bem marcada do clero, fiéis e catecúmenos. No altar-mor estão as relíquias de São Clemente e de São Inácio de Antioquia. 

Oração  (Coleta da Missa): Olhai propício, Pastor Eterno, para o vosso rebanho e guardai-o sob a vossa constante proteção, pela intercessão do bem-aventurado Clemente, vosso Mártir e Pontífice Supremo, a quem estabelecestes como Pastor de toda a Igreja. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

LEITURAS

Leitura (Fil 3, 17-21; 4, 1-3)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Filipenses.

Irmãos, sede meus imitadores, e olhai atentamente para os que vivem segundo o exemplo que nós vos damos. Porque há muitos por aí, de quem repetidas vezes vos tenho falado e agora o digo chorando, que se portam como inimigos da cruz de Cristo, cujo destino é a perdição, cujo deus é o ventre, para quem a própria ignomínia é causa de envaidecimento, e só têm prazer no que é terreno. Nós, porém, somos cidadãos dos céus. É de lá que ansiosamente esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará nosso mísero corpo, tornando-o semelhante ao seu corpo glorioso, em virtude do poder que tem de sujeitar a si toda criatura. Portanto, meus muito amados e saudosos irmãos, alegria e coroa minha, continuai assim firmes no Senhor, caríssimos. Exorto a Evódia, exorto igualmente a Síntique que vivam em paz no Senhor. E a ti, fiel Sínzigo, também rogo que as ajudes, pois que trabalharam comigo no Evangelho, com Clemente e com os demais colaboradores meus, cujos nomes estão inscritos no livro da vida.

Evangelho (Mt 16, 13-19)

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus

Naquele tempo, chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, quem é o Filho do Homem? Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas. Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou? Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo! Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus. E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

 

Liturgia Diária- 22/11/2017

SANTA CECÍLIA, Virgem e Mártir

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

Santa Cecília é uma das mais celebradas e veneradas mártires da Igreja romana. Seu corpo, descoberto em 822, foi transferido para a basílica titular de Santa Cecília no Transtevere. É difícil dizer em que tempo viveu. A lenda que conta o martírio da Santa, do seu marido Valeriano e do cunhado Tibúrcio, refere os acontecimentos ao pontificado de Urbano I (222-230). Nessa narrativa, porém, nada é seguro: nem as personagens que cita além de Cecília, nem a época do martírio.


Páginas 1384 a 1386 do Missal Quotidiano.


Missa às 18:30 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Eclo 51, 13-17)


O livro do Eclesiástico termina, com toda a serenidade, por um cântico de ação de graças a Deus, protetor de seus filhos, tira-os do mal e defende-os dos assaltos por vezes terríveis, que têm de sofrer nesta terra de provações.


Leitura do livro da Sabedoria.

Senhor, meu Deus, exaltastes a minha habitação sobre a terra, e eu vos roguei quando a morte se aproximou de mim; invoquei o Senhor, pai do meu Senhor, para que me não abandonasse no dia de minha aflição, sem socorro, durante o reinado dos soberbos. Louvarei sem cessar o vosso nome; glorificá-lo-ei em meus louvores, porque foi ouvida a minha prece, porque me livrastes da perdição, e salvastes-me do perigo num tempo de iniquidade. Eis por que eu vos glorificarei e cantarei vossos louvores e bendirei o nome do Senhor.

Evangelho (Mt 25, 1-13)


A parábola das virgens convida todo o cristão, sem exceção, a uma expectativa vigilante. Porém, mais que os outros, a virgem consagrada a Cristo vela na oração e faz desta expectativa o essencial da sua vida. Não se trata duma vigília passiva: o azeite de que as virgens se devem munir à vinda do Esposo simboliza o fervor duma vida toda cheia de caridade.


Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: o Reino dos céus será semelhante a dez virgens, que saíram com suas lâmpadas ao encontro do esposo. Cinco dentre elas eram tolas e cinco, prudentes. Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo. As prudentes, todavia, levaram de reserva vasos de óleo junto com as lâmpadas. Tardando o esposo, cochilaram todas e adormeceram. No meio da noite, porém, ouviu-se um clamor: Eis o esposo, ide-lhe ao encontro. E as virgens levantaram-se todas e prepararam suas lâmpadas. As tolas disseram às prudentes: Dai-nos de vosso óleo, porque nossas lâmpadas se estão apagando. As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprardes para vós. Ora, enquanto foram comprar, veio o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para a sala das bodas e foi fechada a porta. Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, senhor, abre-nos! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora.

Liturgia Diária- 20/11/2017

SÃO FELIX DE VALOIS, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Justus”, com Coleta própria

images
 

São Felix parece ter sido um dos corajosos companheiros com que São João da Mata fundou a ordem dos Trinitários para a redenção dos cativos entre os Muçulmanos. Morreu em 1212 em Cerfroid, centro da Ordem, na diocese de Meaux. Certos hagiógrafos pouco escrupulosos afirmaram, sem fundamento algum, que São Félix pertencia à família de Valois. 

 
Oração (Coleta da Missa): Ó Deus, que Vos dignastes chamar do deserto por uma inspiração celeste o Vosso servo São Félix para lhe confiardes a obra da redenção dos cativos, fazei, Vos rogamos, que por sua intercessão obtenhamos de Vós a graça de sermos livres da escravidão de nossos pecados e de alcançarmos a pátria celeste. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

LEITURAS

Epístola (1 Cor 4, 9-14)

Leitura da Primeira Carta de São paulo Apóstolo aos Coríntios

Irmãos, ao que parece, Deus nos tem posto a nós, apóstolos, na última classe dos homens, por assim dizer sentenciados à morte, visto que fomos entregues em espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens. Nós, estultos por causa de Cristo; e vós, sábios em Cristo! Nós, fracos; e vós, fortes! Vós, honrados; e nós, desprezados! Até esta hora padecemos fome, sede e nudez. Somos esbofeteados, somos errantes, fatigamo-nos, trabalhando com as nossas próprias mãos. Insultados, abençoamos; perseguidos, suportamos; caluniados, consolamos! Chegamos a ser como que o lixo do mundo, a escória de todos até agora… Não vos escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas admoesto-vos como meus filhos muitos amados.

Evangelho (Lc 12, 32-34)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Não temais, pequeno rebanho, porque foi do agrado de vosso Pai dar-vos o Reino. Vendei o que possuís e dai esmolas; fazei para vós bolsas que não se gastam, um tesouro inesgotável nos céus, aonde não chega o ladrão e a traça não o destrói. Pois onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.