Liturgia Diária- 12/02/2018

OS SETE FUNDADORES DOS SERVITAS, Confessores

Festa de 3ª Classe- Missa Própria

A liturgia venera hoje sete nobres florentinos, que no século XII, época em que a Itália e Florença se descarnavam ferozmente, em intermináveis lutas intestinas, deixaram o mundo e foram reunir-se no monte Senário para fundar, nas proximidades da cidade que lhes deu o berço, a Ordem dos Servos de Maria; consagrada à penitência e à meditação das dores de Nossa Senhora na Paixão do Salvador. A influência da nova Ordem chegou rapidamente à França, Alemanha e Polônia, e daí atingiu o mundo todo. Dedicam-se a toda a espécie de atividade apostólica, mas particularmente aos estudos marianos.

LEITURAS

Epístola (Eclo 44, 1-15)

Leitura do Livro da Sabedoria.

Façamos o elogio dos homens ilustres, que são nossos antepassados, em sua linhagem. O Senhor deu-lhes uma glória abundante, desde o princípio do mundo, por um efeito de sua magnificência. Eles foram soberanos em seus estados, foram homens de grande virtude, dotados de prudência. As predições que anunciaram adquiriram-lhes a dignidade de profetas: eles governaram os povos do seu tempo e, com a firmeza de sua sabedoria, deram instruções muito santas ao povo. Com sua habilidade cultivaram a arte das melodias, publicaram os cânticos das escrituras. Homens ricos de virtude, que tinham gosto pela beleza, e viviam em paz em suas casas. Todos eles adquiriram fama junto de seus contemporâneos, e foram a glória de seu tempo. Aqueles que deles nasceram deixaram um nome que publica seus louvores. Outros há, dos quais não se tem lembrança; pereceram como se nunca tivessem existido. Nasceram, eles e seus filhos, como se não tivessem nascido. Os primeiros, porém, foram homens de misericórdia; nunca foram esquecidas as obras de sua caridade. Na sua posteridade permanecem os seus bens. Os filhos de seus filhos são uma santa linhagem, e seus descendentes mantêm-se fiéis às alianças. Por causa deles seus filhos permanecem para sempre, e sua posteridade, assim como sua glória, não terá fim. Seus corpos foram sepultados em paz, seu nome vive de século em século. Proclamem os povos sua sabedoria, e cante a assembléia os seus louvores!

Evangelho (Mt 19, 27-29)

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, Pedro disse a Jesus: Eis que deixamos tudo para te seguir. Que haverá então para nós? Respondeu Jesus: Em verdade vos declaro: no dia da renovação do mundo, quando o Filho do Homem estiver sentado no trono da glória, vós, que me haveis seguido, estareis sentados em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terras ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.

Anúncios

Liturgia Diária- 10/02/2018

SANTA ESCOLÁSTICA, Virgem

Festa de 3ª Classe- Missa “Dilexisti” com Coleta própria

Era irmã de São Bento. Consagrou-se ao Senhor e viveu não muito distante do mosteiro de Monte Cassino, que o irmão havia fundado. Na sua biografia, que se deve a São Gregório Magno, há dois milagres que se tornaram célebres e revelam até que ponto era grande a pureza de alma e profunda a sua intimidade com Deus. E é que tendo-se um dia São Bento recusado a prolongar o colóquio espiritual que todos os anos lhe concedia numa dependência do mosteiro, a santa, elevando o coração e os olhos ao céu, obteve de Deus tempestade tão violenta e tão grande torrente de chuva que o irmão se viu obrigado a não a deixar e a prosseguir, com ela, a noite toda, na conversação das coisas do Céu. Três dias depois, via São Bento a alma de sua irmã, resplandecente de pureza, subir ao céu na forma de pomba. São Bento morreu em 547, morrendo a santa um pouco antes dele. 

LEITURAS

Epístola (II Coríntios 10,17-18; 11,1-2)

Leitura da Epístola de São Paulo Apostolo aos Coríntios. 

Irmãos, aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. Pois merece a aprovação não aquele que se recomenda a si mesmo, mas aquele que o Senhor recomenda. Oxalá suportásseis um pouco de loucura de minha parte! Oh, sim! Tolerai-me. Eu vos consagro um carinho e amor santo, porque vos desposei com um esposo único e vos apresentei a Cristo como virgem pura.

Evangelho (Mt 25, 1-13)

Sequência do Santo Evangelho segundo Mateus.

Naquele tempo, contou Jesus a seus discípulos a seguinte parábola: “o Reino dos céus será semelhante a dez virgens, que saíram com suas lâmpadas ao encontro do esposo. Cinco dentre elas eram tolas e cinco, prudentes. Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo. As prudentes, todavia, levaram de reserva vasos de óleo junto com as lâmpadas. Tardando o esposo, cochilaram todas e adormeceram. No meio da noite, porém, ouviu-se um clamor: Eis o esposo, ide-lhe ao encontro. E as virgens levantaram-se todas e prepararam suas lâmpadas. As tolas disseram às prudentes: Dai-nos de vosso óleo, porque nossas lâmpadas se estão apagando. As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprardes para vós. Ora, enquanto foram comprar, veio o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para a sala das bodas e foi fechada a porta. Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, senhor, abre-nos! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora.”

Liturgia Diária- 23/01/2018

SÃO RAIMUNDO DE PENAFORTE, Confessor

Festa de 3ª Classe- Missa “Os justi”, com Coleta própria

Nasceu em Penaforte, nas imediações de Barcelona, e foi das mais luzidas glórias da ordem de São Domingos. Notável moralista e não menos notável diretor de almas, pôs sua ciência, que era grande, ao serviço da conversão dos mouros. Tornaram-no célebre os seus milagres e a dedicação heroica com que se devotou à salvação das almas. Morreu em 1275, com 95 anos de idade.

Oração (Coleta da Missa): Ó Deus que Vos dignastes escolher São Raimundo para o tornar um insigne ministro do Sacramento da Penitência, e miraculosamente o fizestes atravessar as águas do mar, concedei-nos que por usa intercessão possamos produzir dignos frutos de penitência e chegar ao porto da salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.


SANTA EMERENCIANA, Virgem e Mártir

Comemoração- Missa comum de São Raimundo, com 2ªs orações da Missa “Me exspectaverunt”

O culto de Santa Emerenciana andou sempre associado ao de Santa Inês, e teve em Roma o seu centro, não longe da basílica de Santa Inês extra-muros, na via Nomentana. Referem as atas de Santa Inês que Emerenciana era sua irmã de leite, e que, ainda catecúmena, morrera lapidada, sobre o túmulo da jovem irmã, onde fora orar. 


LEITURAS

Leitura (Eclo 31, 8-11)

Leitura do Livro do Eclesiástico

Bem-aventurado o homem que foi achado sem mácula, que não correu atrás do ouro, que não colocou sua esperança no dinheiro e nos tesouros! Quem é esse homem para que o felicitemos? Ele fez prodígios durante sua vida. Àquele que foi tentado pelo ouro e foi encontrado perfeito, está reservada uma glória eterna: ele podia transgredir a lei e não a violou; ele podia fazer o mal e não o fez. Por isso seus bens serão fortalecidos no Senhor, e toda a assembléia dos santos louvará suas esmolas.

Evangelho (Lc 12, 35-40)

Sequência do Santo Evangelho segundo Lucas. 

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Estejam cingidos os vossos rins e acesas as vossas lâmpadas. Sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor, ao voltar de uma festa, para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. Bem-aventurados os servos a quem o senhor achar vigiando, quando vier! Em verdade vos digo: cingir-se-á, fá-los-á sentar à mesa e servi-los-á. Se vier na segunda ou se vier na terceira vigília e os achar vigilantes, felizes daqueles servos! Sabei, porém, isto: se o senhor soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria sem dúvida e não deixaria forçar a sua casa. Estai, pois, preparados, porque, à hora em que não pensais, virá o Filho do Homem.

 

Liturgia Diária- 19/01/2018

SANTOS MÁRIO, MARTA, AUDÍFACE E ÁBACO, Mártires

Comemoração- Missa da Féria com 2ªs orações próprias

38300E

A Santa Igreja festeja hoje um grupo de mártires romanos do século III ou IV. Os textos da missa estabelecem o contraste dos sofrimentos do martírio com a alegria da eternidade e o triunfo de Deus nos seus santos.


Páginas 934 a 937 do Missal Quotidiano. (Na Capela, também páginas 938 a 941).


Missa às 18:30 horas na Capela São Judas Tadeu.


LEITURAS

Epístola (Rm 12, 6-16)

Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Romanos. 

Irmãos: Temos dons diferentes, conforme a graça que nos foi conferida. Aquele que tem o dom da profecia, exerça-o conforme a fé. Aquele que é chamado ao ministério, dedique-se ao ministério. Se tem o dom de ensinar, que ensine; o dom de exortar, que exorte; aquele que distribui as esmolas, faça-o com simplicidade; aquele que preside, presida com zelo; aquele que exerce a misericórdia, que o faça com afabilidade. Que vossa caridade não seja fingida. Aborrecei o mal, apegai-vos solidamente ao bem. Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal. Adiantai-vos em honrar uns aos outros. Não relaxeis o vosso zelo. Sede fervorosos de espírito. Servi ao Senhor. Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração. Socorrei às necessidades dos fiéis. Esmerai-vos na prática da hospitalidade. Abençoai os que vos perseguem; abençoai-os, e não os praguejeis. Alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram. Vivei em boa harmonia uns com os outros. Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas; afeiçoai-vos com as coisa modestas. Não sejais sábios aos vossos próprios olhos.

Evangelho (Jo 2,1-11)

Sequência do Santo Evangelho segundo São João.

Naquele tempo: Celebravam-se bodas em Caná da Galiléia, e achava-se ali a mãe de Jesus. Também foram convidados Jesus e os seus discípulos. Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: Eles já não têm vinho. Respondeu-lhe Jesus: Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou. Disse, então, sua mãe aos serventes: Fazei o que ele vos disser. Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas. Jesus ordena-lhes: Enchei as talhas de água. Eles encheram-nas até em cima. Tirai agora , disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes. E levaram. Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo e disse-lhe: É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora. Este foi o primeiro milagre de Jesus; realizou-o em Caná da Galiléia. Manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.